A Rede DB de Supermercados e Hipermercados apoiou, no mês de novembro, a 30ª edição dos Expedicionários da Saúde, que desta vez atuou com sua equipe separada em locais distintos.  A equipe médica composta por oftalmologistas atendeu a população indígena do Médio Rio Negro, dos municípios de Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel do Rio Negro, no Amazonas; já a equipe médica composta por cirurgiões gerais atendeu os indígenas da tribo Xavantes, no Mato Grosso. “Este é um novo modelo de atendimento. Ele dependerá da demanda e das dificuldades logísticas que forem identificadas em cada região”, explica a coordenadora geral da EDS, Márcia Abdala.

 

Pela quarta vez a Rede DB contribuiu com o bem estar tanto da equipe médica quanto de pacientes, com a doação de alimentos e produtos de limpeza. "Toda a equipe do EDS é voluntária e nós do DB nos sentimos parte desta equipe participando da maneira que uma rede de varejo pode participar", relatou o gerente de marketing da Rede, Guto Corbett. 

 

Formado por voluntários, a Organização Expedicionários da Saúde (EDS), entidade não governamental, que mantém uma sede na cidade de Manaus, realizou entre os dias 19 e 26 de novembro a 30ª expedição de atendimento clínico, cirúrgico e odontológico. Cada equipe foi composta por 20 voluntários entre médicos, enfermeiros, profissionais de informática entre outros. Para a realização dos procedimentos, ambos os locais receberam um Centro Hospitalar Móvel.

 

Além do apoio da Rede DB, a 30ª expedição conta com ajuda da Força Aérea Brasileira (FAB) e Exército Brasileiro, Ministério da Saúde (SESAI-DSEI) e Ministério da Justiça (FUNAI).

 

Sobre a EDS

Expedicionários da Saúde é uma organização brasileira sem fins lucrativos, criada em 2003 por um grupo de médicos voluntários dispostos a levar medicina especializada, principalmente atendimento cirúrgico, a regiões isoladas favorecendo populações indígenas. Trata-se de um serviço complementar aos programas existentes de atendimento à saúde indígena e visa evitar a necessidade de deslocamento, custoso e traumático, do doente e sua família até centros urbanos.

 

O trabalho é viabilizado a partir de parcerias com atores e instituições locais para realização de diagnósticos e pré-seleção de pacientes, planejamento das viagens da equipe de médicos e de utilização de nosso Centro Cirúrgico Móvel. Além do trabalho dos médicos voluntários, Expedicionários da Saúde conta com o apoio de outros profissionais que ajudam a viabilizar a instituição. A parceria com empresas na forma de doações financeiras, de serviços e de materiais é o que tem tornado o projeto viável.